Cursos

O perfil de um estudante da área de Artes e Design

Fonte: Guia do Estudante

34

Essa área engloba profissionais de Artes Cênicas, Fotografia, Dança e Música, entre outros – incluindo quem trabalha nos bastidores de grandes espetáculos, como construtores de instrumentos musicais e restauradores de obras de arte.

São tarefas diversas, mas que exigem certas qualidades fundamentais, como senso estético apurado, domínio de técnicas e sensibilidade. O professor Alex Lipszyc, diretor da Panamericana Escola de Arte e Design, cita ainda a importância da capacidade de criação e de “ver e sentir o diferente”. “Esse profissional é um ser em contínua mudança, que não está conformado com nada que já existe. Ele sabe que a cultura, as condições sociais e as tecnologias mudam, e é capaz de reconhecer isso e entender os novos anseios e necessidades que surgem, sempre buscando uma nova solução”, explica.

Saiba mais nesta entrevista com Alex Lipszyc:

Qual o perfil do estudante de Artes e Design?

É um jovem que está sempre procurando ser diferente, na maneira em que se veste ou fala, nos produtos que usa. Há pessoas que nasceram para fazer tudo conforme as regras, enquanto outras precisam fugir delas para sentir bem. Este último é o caso de quem faz Artes e Design. Trata-se de um perfil de mentalidade inovadora, que não se acomoda.

Que competências ele precisa ter para se dar bem na área? É preciso saber desenhar para fazer Design?

Ele precisa ser original e trazer respostas diferentes para os problemas, sempre fugindo do óbvio. Assim, é necessário que a pessoa tenha muita cultura para reconhecer o que é novo e o que já existe.
Saber desenhar não significa necessariamente que a pessoa se dará bem na área – especialmente se ela não traz nada de novo. O mais importante é ter capacidade de imaginação e inovação. Existem áreas dentro do campo da arte e design em que não é preciso saber desenhar.

O jovem precisa saber que existe o mundo da criação e o da produção, e é necessário haver uma ponte entre eles. No Design de Produto, por exemplo, não adianta fazer um desenho maravilhoso, mas que não pode ser executado. Ele precisa ter a capacidade de trabalhar com materiais diferentes e fazer acontecer, pensando não só na criação, mas também na execução.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s