Dicas

Como lidar com as distrações digitais

36O mundo é feito de telas. As distrações digitais lutam com a nossa necessidade de aprender. O problema é que fazer várias coisas ao mesmo tempo, como encoraja a tecnologia, não é uma ideia tão boa quanto parece. Vários pesquisadores já comprovaram o fato de várias maneiras diferentes.

O pesquisador Clifford Nass, da Universidade de Stanford, foi o pioneiro em pesquisas de como o ser humano interage com a tecnologia. Ele conduziu diversos estudos em que pessoas realizam várias atividades cognitivas ao mesmo tempo, como falar ao telefone, assistir à televisão e trabalhar no computador. O resultado foi simples: as pessoas vão mal nisso. Na verdade, elas estão passando de uma tarefa para a outra rapidamente, não trabalhando simultaneamente, e assim nada consegue a devida atenção.

Por outro lado, performance não é a mesma coisa que aprendizado.Joo-Hyun Song, um psicólogo trabalhando com Patrick Bédard na Universidade de Brown, descobriu que quando as pessoas aprendem habilidades motoras enquanto distraídas, as duas são internalizadas. Isso pode criar um aprendizado melhor, principalmente se você tem que lembrar fatos em um ambiente diferente. “Quando pilotos estão aprendendo a lidar com situações de emergência,” diz o doutor Song, “é melhor que eles o façam enquanto estão cercados por distrações.”

Mas a técnica deve ser usada com cautela. “Se você fizer uma prova enquanto fica no Twitter, então claro, estude com o Twitter ao lado. Mas antes negocie com o seu professor. Aliás, eu nem deveria falar nada disso.”

Já para pessoas que se distraem facilmente, a dica é fazer algo pequeno para resolver a situação. Música baixa pode ser a distração que uma pessoa sem foco precisa para prestar atenção na tarefa em mãos. Se o estudante tenta se focar demais, paradoxalmente, ele pode acabar criando uma distração maior ainda.

Outro estudo aponta que todas as facilidades da tecnologia podem, na verdade, estar prejudicando estudantes. O estudo feito em Princeton em 2014 mostrou que fazer anotações à mão é muito mais eficiente do que digitá-las. Anotando à mão a pessoa usa menos palavras, mas conseguem se lembrar de conceitos com mais facilidade. “Pessoas que tomam notas no computador estão transcrevendo, e as pessoas com um caderno costumam selecionar melhor o que é anotado”, diz Jonathan Zimmerman, professor da Universidade da Pensilvânia. “Uma parte importante de aprender é ordenar as coisas, e você faz isso melhor quando toma notas.”

Fonte: Universia Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s